Objetivo Principal

O objetivo principal é demonstrar a viabilidade técnica do uso da casca de ovo como matéria-prima secundária na produção de azulejos. Para isso, será desenvolvido um equipamento que permitirá o pré-tratamento da casca de ovo de forma a separar a membrana da casca, obtendo-se CaCO3 de um resíduo da indústria alimentar. Será um processo simples e de custo reduzido.

Objetivos específicos

  • Demonstrar a viabilidade da valorização da casca de ovo como matéria prima secundária na produção de revestimentos cerâmicos.
  • Implementar o conceito de economia circular através da simbiose industrial entre empresas ovoprodutoras e cerâmicas (produtoras de pó atomizado e de revestimentos cerâmicos).
  • Avaliar os benefícios económicos para ambos os sectores.
  • Desenvolver um protótipo para o pré-tratamento da casca de ovo – separação da membrana da casca através de um processo simples e de custo reduzido.
  • Desenvolver um novo modelo de negócio para as empresas produtoras de ovos como fornecedoras de matéria prima para a indústria cerâmica.
  • Avaliar o impacto ambiental do tratamento e posterior utilização das cascas de ovo.
  • Confirmar o benefício ambiental do uso de bio-CaCO3 a partir da Análise do Ciclo de Vida dos azulejos.
  • Transferir o conhecimento adquirido para a indústria de processamento de ovos e para a indústria cerâmica.
  • Promover a consciencialização social em relação ao problema ambiental causado pelas cascas de ovo (atualmente um resíduo).

Ações

O diagrama mostra as ações do projeto:

A1: Estado da arte

Nesta ação são recolhidas as informações necessárias à implementação do projeto nomeadamente, dados sobre os produtores espanhóis e portugueses de ovo (empresas e produção de casca de ovo) e informação sobre as possíveis barreiras legais. Simultaneamente será realizada uma revisão das tecnologias existentes para a separação da membrana da casca de ovo que, conjuntamente com as experiências anteriormente realizadas no ITC-AICE, ajudará a definir o protótipo do equipamento que será construído na Ação B1.

B1: Projeto do protótipo para a separação da membrana da casca do ovo

Esta ação é fundamental para o sucesso do projeto visto que a membrana deve ser separada e eliminada de forma efetiva para que o teor em matéria orgânica seja baixo ou mesmo nulo, e assim garantir o sucesso da sua utilização, como matéria prima, na produção de revestimentos cerâmicos.

Nesta ação, diferentes sistemas de separação serão testados à escala laboratorial para posteriormente ser desenvolvido o protótipo industrial. A bio-CaCO3 obtida deve cumprir a uma série de requisitos químicos e técnicos de modo a que possa ser utilizado no processamento de materiais cerâmicos. Assim, será submetida a diversos ensaios de caracterização para determinar a viabilidade do seu uso.

B2: Produção de azulejos cerâmicos com incorporação de casca de ovo – testes à escala pré-industrial

O objetivo da ação B2 é demonstrar, à escala piloto, através do protótipo validado na ação B1, a valorização da bio-CaCO3 obtida a partir da casca de ovo. Para o desenvolvimento desta ação estão previstas duas tarefas principais:

  • Definição de composições de azulejos com bio-CaCO3
  • Validação de composições de azulejos com bio-CaCO3
B3: Ensaios industrial

No âmbito desta ação, será confirmada a adequabilidade do protótipo construído para separar a membrana da casca de ovo, obtendo-se assim uma matéria-prima secundária para a indústria cerâmica: a bio-CaCO3. Por outro lado, será confirmada a viabilidade da utilização da bio-CaCO3como matéria-prima secundária dos revestimentos cerâmicos.

Está prevista a preparação de 50 toneladas de bio- bio-CaCO3 para a produção de, pelo menos, 80 toneladas de pó atomizado (40 na ADM, Portugal e 40 na EUROATOMIZEDO, Espanha), o que resultará na produção de 4.000 m2 de azulejos cerâmicos com bio-CaCO3. Estes serão caracterizados de forma a confirmar que a introdução da bio-CaCO3 não promoveu alterações nas suas propriedades.

B4: Estratégia de replicabilidade

Para garantir a sustentabilidade do projeto esta ação é composta por duas sub-ações. Por um lado, será desenvolvido um plano de negócios para as empresas que vão desenvolver um novo modelo de negócio (MAINCER e AGOTZAINA). Por outro lado, será traçado um plano para a replicação e transferência dos resultados do projeto. Este plano incluirá um conjunto de atividades destinadas a replicar o protótipo do projeto noutras empresas produtoras de ovos e transferir os resultados para outras empresas cerâmicas e/ou outros setores que utilizam carbonato de cálcio.

C1: Análise ambiental e requisitos legais

Nesta ação, os benefícios ambientais associados à substituição do mineral carbonato de cálcio por bio-CaCO3 serão quantificados através da realização de uma Análise do Ciclo de Vida dos novos revestimentos cerâmicos. Isso contribuirá para o desenvolvimento da ação C2. Para garantir a implementação industrial desta estratégia de valorização serão estudados os requisitos legais associados à utilização da bio-CaCO3 nos revestimentos cerâmicos.

C2: Indicadores LIFE e do progresso do projeto

Medição de diferentes tipos de indicadores que permitirão determinar a eficácia dos resultados do projeto e ajudarão a estabelecer o impacto do LIFE EGGSHELLENCE. Para tal, foram considerados vários tipos de indicadores:

  • LIFE KPI’s: indicadores estabelecidos pelo programa LIFE
  • Indicadores do progresso do projeto
  • Impactos sócio-económicos
D1: Comunicação e divulgação dos resultados

Abrange todas as ações que visam a transmissão efetiva da nova estratégia de recuperação da casca de ovo na produção de revestimentos cerâmicos e a adaptação do protótipo desenvolvido para a obtenção da bio-CaCO3. No âmbito desta ação, será elaborado um Plano de Comunicação, serão realizadas ações de networking com outros projetos e entidades interessadas na implementação da solução do projeto, e também será criado um “Conselho Consultivo de Stakeholders” para detectar as necessidades e interesses dos principais stakeholders.

Por outro lado, serão organizados diversos workshops e eventos para profissionais (empresas produtoras de ovos, empresas cerâmicas), bem como para o público em geral e administrações públicas…

E1: Gestão do projeto

Inclui todas as tarefas destinadas a garantir a correta execução do projeto.

E2: After-LIFE

Esta ação está focada na realização de um plano e descrição das ações que serão desenvolvidas após a finalização do projeto. Essas ações garantirão a continuidade e sustentabilidade do projeto e incluirão ações de divulgação e exploração dos resultados obtidos.

Stakeholders Advisory Board

No primeiro trimestre do projeto, será estabelecido um Conselho Consultivo para detectar as necessidades e os interesses das empresas de processamento de ovos. As entidades participantes são associações de empresas produtoras de ovos e empresas do setor cerâmico.

Está previsto envolver também as autoridades gestoras de resíduos para apoiarem a implementação da solução desenvolvida no projeto.

Este grupo reunir-se-á pelo menos uma vez por ano para discutir e partilhar as suas necessidades e preocupações.

Este grupo realizará as seguintes ações:

  • Aconselhar os parceiros do projeto sobre mudanças nas prioridades sociais, políticas e dos consumidores que possam ter impacto nos objetivos e resultados do projeto;
  • Rever, anualmente, a evolução do projeto tendo em consideração as prioridades das partes interessadas e dos usuários finais de modo a maximizar a exploração e os benefícios do projeto;
  • Apoiar a divulgação dos resultados do projeto nas suas instituições e organizações.

Os membros do Conselho Consultivo de Stakeholders são:

Sector produtor de ovos:
Sector cerâmico:
Entidades públicas:
ajax-loader